#27.Little Coisinhas

1.  Saudade:  às vezes vem essa vertigem. Uma falta de sei lá o quê, e que não passa. De você, dos cachorros, das árvores do quintal. Do passado e de um ano melhor pra todo mundo, talvez, que esse aqui foi meio desgraçado.

2. Auto-imagem:  às vezes o espelho do banheiro me transmite certas informações matinais: “você virou uma baleia das fossas oceânicas com chifre e antena na cabeça. Ninguém te reconhece mais.” Então concluo que 2016 mandou a gente e o resto do que prestava pro fundo do mar.

: Tenho vontade de escrever uma enciclopédia inteira só com verbetes cotidianos do meu código genético dramático. É que elas são bonitas, também, essas minhas bobagens telescopicamente ampliadas. Às vezes até parece que é tudo real. Coisinhas coisinhas coisinhas coisinhas nuvem céu infinitos e um milhão de outras besteiras fazem mundo dentro de uma poça d’água.

27-bottom_lowres
Baleia no fundo do mar (aquarela e nanquim, 2016)
Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s